Post fixo

Microrregião Paragominas retoma geração de empregos em 2021

O Ministério da Economia, através da Secretaria Especial de Previdência e Trabalho, divulgou na última quinta-feira (01) os dados referentes a maio do Novo Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Novo Caged), que traz números do emprego formal. A publicação mostra que em todas as unidades da federação foram percebidas mais admissões do que desligamentos. Para o agregado do país, o saldo foi de quase … Continuar lendo Microrregião Paragominas retoma geração de empregos em 2021

Post fixo

Análise traça mapa da extrema pobreza paraense a partir do Cadastro Único

O presente levantamento apresenta dados do Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal (Cadastro Único), especialmente no que se refere ao quantitativo de pessoas em situação de extrema pobreza, que são aquelas com rendimento mensal de até R$ 89,00, conforme especificado na página eletrônica do Ministério da Cidadania.

Continuar lendo “Análise traça mapa da extrema pobreza paraense a partir do Cadastro Único”
Post fixo

HIV/Aids. Faça o teste. Se der positivo, inicie o tratamento.

Dezembro é o mês em que o Ministério da Saúde (MS) ressalta a importância da prevenção e da realização de testes para diagnóstico do HIV/Aids. Estima-se que atualmente cerca de 100 mil brasileiros possuam o vírus, mas ainda não saibam. As ações do SUS têm proporcionado excelentes melhorias ao tratamento e prevenção desta doença e é sobre isso que falaremos nesta coluna.

Continuar lendo “HIV/Aids. Faça o teste. Se der positivo, inicie o tratamento.”

14 de novembro – Dia Mundial do Diabetes

Certamente você já deve saber que o aumento nas taxas de açúcar no sangue pode gerar problemas a sua saúde. Mas você entende como isso acontece dentro do corpo? Sabe quais hábitos podem evitar essa condição? É sobre o Diabetes Melittus que falaremos na coluna de hoje.

O diabetes é a causa base para muitas outras doenças e o aumento de casos em todo o planeta tem demostrado que as tentativas globais de contensão não têm sido bem-sucedidas. Habitualmente associa-se à dislipidemia (elevação anormal dos níveis de gorduras no sangue), hipertensão arterial e disfunção endotelial (alteração na parede dos vasos). Estima-se que em 2019, 463 milhões de adultos viveram com diabetes e 4,2 milhões morreram em decorrência da doença e de suas complicações. 

Continuar lendo “14 de novembro – Dia Mundial do Diabetes”

Por que o novembro é azul?

No mês que se passou acompanhamos a movimentação em torno da saúde da mulher. Novembro, por sua vez, é o mês de conscientização sobre a saúde dos homens e é sobre isso que conversaremos nesta coluna sobre saúde. 

Ensinados desde os primórdios a não chorar, ser forte, guerreiro, viril, os homens desenvolveram uma concepção de que são invulneráveis a qualquer condição de saúde/doença. Essa construção cultural, ainda que arcaica, impacta negativamente nos hábitos de vida da população masculina até os dias atuais, demonstrado através de resultados de inúmeras pesquisas que homens representam maioria no perfil de mortes violentas, incidentes evitáveis e menos participantes em programas de saúde voltados à prevenção de doenças.

Continuar lendo “Por que o novembro é azul?”

Agressão é a principal causa de mortes na microrregião Paragominas

*Com a colaboração da colunista de saúde Kézia Porto Lima.

A mortalidade por agressão configura-se como um grave problema de saúde pública em nosso país. A compreensão para esse tipo de óbito tem-se baseado em variáveis individuais agregadas, investigadas por pesquisadores por meio do perfil socioeconômico das vítimas, como desigualdade econômica, renda, escolaridade e estrutura familiar. Também investiga-se o fenômeno por meio das variáveis ecológicas, nas quais se correlacionam características das vizinhanças onde viviam as vítimas, como estrutura populacional, densidade demográfica, mobilidade habitacional, homogeneidade étnica, proporção de pobres e taxa de desemprego.

Continuar lendo “Agressão é a principal causa de mortes na microrregião Paragominas”

Outubro Rosa, mês de conscientização sobre o câncer de mama: “Quanto antes melhor”!

Em meio a uma Pandemia, profissionais de saúde e sociedade se mobilizam ao longo do mês de outubro para compartilhar informações e promover conscientização entre as mulheres sobre a importância da prevenção e identificação precoce do câncer de mama. É sobre esse assunto que falaremos hoje!

Criada no início da década de 1990 pela Fundação Susan G. Komen for the Cure, a campanha Outubro Rosa é marcada internacionalmente por diversos movimentos que visam conscientizar a população feminina sobre o câncer de mama, de modo a favorecer maior acesso aos serviços diagnósticos, tratamento e redução da mortalidade. No Brasil, a alusão foi instituída pela Lei nº 13.733/2018, que assegura a participação anual em ações da campanha, como iluminação de prédios públicos na cor rosa, promoção de palestras, eventos e atividades educativas, veiculação de campanhas de mídia, entre outros. 

Continuar lendo “Outubro Rosa, mês de conscientização sobre o câncer de mama: “Quanto antes melhor”!”

Efeitos da pandemia no emprego formal

O impacto da pandemia da Covid-19 vem sendo notado na maioria dos setores da economia, com poucas exceções, a exemplo das empresas de entregas. Com a forte baixa do nível de atividade econômica causada pelos efeitos da pandemia, uma das consequências diretas e, em muitas empresas, imediata, foi a demissão de funcionários.

Os impactos da pandemia no mercado de trabalho formal, aquele no qual o funcionário tem carteira de trabalho assinada, resultaram no fechamento de quase 850 mil postos de trabalho no Brasil durante período de janeiro a agosto, segundo os dados do Novo Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (CAGED), do Ministério da Economia. Das 27 unidades da federação, apenas 8 delas abriram mais vagas de trabalho do que fecharam (Mato Grosso, Pará, Maranhão, Goiás, Mato Grosso do Sul, Tocantins, Acre e Roraima).

Continuar lendo “Efeitos da pandemia no emprego formal”