Microrregião Paragominas: desempenho do emprego formal apresenta o melhor mês de abril desde o início da pandemia

O Ministério do Trabalho e Previdência (MTP) divulgou nesta segunda-feira (06) os dados de abril do Novo Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Novo Caged), que traz números do emprego formal do país, estados e municípios.

O Novo Caged aponta que foram criados quase 197 mil postos de trabalho com carteira assinada no Brasil no mês de abril, e atingindo um total de 770.593 no acumulado do ano (jan-abr). 

Especificamente sobre o Pará, em abril foram criadas quase 4,5 mil novas vagas, resultado da diferença entre 32.923 admissões e 28.429 desligamentos. No acumulado do ano, a publicação mostra que 8.614 novas pessoas ingressaram no mercado de trabalho.

Já quando se observa os dados de abril dos municípios paraenses, tem-se que os que mais abriram novas vagas foram Belém (1.550 vagas), Paragominas (545 vagas) e Ananindeua (351 vagas). Por outro lado, Parauapebas (-199), Almeirim (-128) e Moju (-100) foram as cidades que mais fecharam vagas de emprego formal. O resultado notado na capital paraense foi positivamente influenciado pelo bom desempenho do setor de Serviços, que abriu quase mil vagas (saldo), enquanto em Parauapebas o resultado foi negativamente impactado pelo fechamento de postos na Construção.

Considerando os municípios da microrregião Paragominas, os resultados do mês de abril divulgados pelo Novo Caged mostram o protagonismo na geração de emprego formal em Paragominas, que abriu 545 vagas, sendo o segundo melhor resultado do estado. Dos sete municípios da micro, quatro deles conseguiram criar postos de trabalho. Dos que fecharam vagas, o menor resultado ficou com Dom Eliseu, encerrando 81 postos.

Ao todo, foram abertas 476 vagas de emprego formal em abril na microrregião, sendo tal comportamento melhor do que o mesmo período de 2020 e 2021. A tabela abaixo apresenta números para os municípios da referida microrregião para o mês de abril.

Outro ponto de análise interessante é o estoque de emprego formal, que é a quantidade total de contratos de trabalho via CLT (Consolidação das Leis Trabalhistas), ou seja, de carteiras de trabalho assinadas em determinado momento.

Na tabela a seguir temos os quantitativos do mês de abril de 2022 e de igual mês do ano passado. Como notado, apenas em Goianésia do Pará houve redução do estoque, enquanto em Ulianópolis, Paragominas e Dom Eliseu a variação foi superior a 10%.

No agregado da microrregião, a variação foi de quase 13%, sendo o estoque atual de mais de 32 mil pessoas com carteira de trabalho assinada. Esse desempenho ficou bem acima do observado na média do estado, que apresentou variação de 7,6%.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s