Microrregião Paragominas retoma geração de empregos em 2021

O Ministério da Economia, através da Secretaria Especial de Previdência e Trabalho, divulgou na última quinta-feira (01) os dados referentes a maio do Novo Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Novo Caged), que traz números do emprego formal.

A publicação mostra que em todas as unidades da federação foram percebidas mais admissões do que desligamentos. Para o agregado do país, o saldo foi de quase 281 novas vagas. Especificamente sobre o Pará, os números mostram a geração de 8.685 novos postos de trabalho, resultado da diferença entre as 31.805 admissões e os 23.120 desligamentos.

Um olhar específico para os municípios paraenses no mês de maio aponta que em 63% deles houve criação de postos de trabalho, sendo os maiores saldos observados em Parauapebas (1.794), Canaã dos Carajás (1.061) e Pacajá (642).

Considerando os municípios da microrregião Paragominas, os resultados do mês de maio divulgados pelo Novo Caded mostram o protagonismo na geração de emprego formal em dois municípios: Ulianópolis, que abriu 284 vagas, e Paragominas, com criação de 274 novos postos. No caso do primeiro município, o grande responsável pelo número positivo foi a indústria, especificamente a fabricação de álcool, que gerou 318 vagas. Já em Paragominas, dois grandes setores foram destaques na geração de emprego formal: serviços e indústria. A tabela abaixo apresenta números para os municípios da referida microrregião.

Ainda considerando o mesmo recorte territorial, o quadro a seguir traz o comportamento do emprego formal por grande setor de atividade econômica evidenciando, dentro do município, o desempenho observado em cada setor. Sob esse olhar, vale destacar Paragominas, que teve mais admissões do que demissões em todos os setores; nesse grupo também entra Abel Figueiredo, pois o setor de construção do município não teve movimento. O entendimento do quadro é o seguinte: positivo (admissões > demissões); negativo (admissões < demissões); zero (admissões = demissões); sem movimento (não existiu admissão nem demissão).

Por fim, destaca-se o desempenho dos municípios da microrregião de Paragominas em 2021, isto é, os números acumulados de emprego formal de janeiro a maio. O protagonismo ficou por conta dos postos gerados em Paragominas, totalizando 558. Na outra extremidade, tem-se Bom Jesus do Tocantins, com saldo de 3. De todo modo, merece ressaltar que todos os municípios da microrregião admitiram mais do que demitiram em 2021. Mais ainda: se comparar com igual período de 2020, conforme apresentado no gráfico abaixo, o que se tem é cenário evidentemente melhor, o que representa retomada das economias locais.

É de se esperar que com o avanço da vacinação contra a Covid-19, as economias municipais voltem, cada uma em seu ritmo, a criar oportunidades para empreendedores abrirem ou expandirem seus negócios, resultando, entre outros benefícios, a ampliação da oferta de emprego formal. A intensidade da atuação dos gestores municipais será fundamental para a definição do ritmo de retomada em cada localidade.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s