Aluno da Unifesspa de Rondon tem projeto aprovado na Lei Aldir Blanc

Por Mateus Cardoso

O discente do curso de administração da Universidade Federal do Sul e Sudeste do Pará, campus de Rondon do Pará, Yuri Favacho, participou do edital da Lei Aldir Blanc, Juventude Ativa do Movimento de Emaús e foi contemplado com o projeto “Juventude de Karajá: atores principais na manifestação do Carimbó”. Favacho propôs a produção de um minidocumentário com intuito de registrar a atuação dos jovens na manifestação do carimbó no município de Parauapebas.

Yuri Favacho, ganhador do prêmio Aldir Blanc com projeto sobre carimbó

“O carimbó está presente nos quatros cantos do Pará, após o reconhecimento como patrimônio cultural imaterial brasileiro as ações de salvaguarda são essências para preservação da manifestação. Neste sentido, a atuação dos mestres foi e é de grande importância para manter vivas as tradições. Mas para que a manifestação continue, sobretudo na região de Carajás, é preciso que as crianças, adolescente e jovens se envolvam”. Favacho explica que esse projeto tem o intuito de registrar quem são os jovens que atuam no carimbó e como a atividade é utilizada como veículo de comunicação da cultura de paz e sua contribuição para o sentimento de pertencimento e territorialidade.

O idealizador do projeto é integrante de do Grupo de Cultura Popular Raízes Parauara, que funciona como núcleo de cultura na Cidade de Parauapebas, onde traça seu caminho junto ao movimento cultural contribuindo com ações que venham beneficiar, formar e capacitar arte-educadores, interlocutores e agentes culturais. Cuida e valoriza a cultura popular e assim fortalece as tradições amazônidas.

A lei
A lei Aldir Blanc Foi criada com o intuito de proporcionar aos agentes de cultura um Auxilio Emergencial, já que esta categoria foi bem prejudicada com a pandemia. O Governo do Pará, por meio da Secretaria de Estado de Cultura (Secult), lançou no mês de novembro do ano passado os primeiros sete editais referentes ao inciso III da Lei Aldir Blanc, que previa o apoio ao setor cultural como medida de enfrentamento à pandemia de Covid-19. No plano de trabalho inicial, foram R$ 45 milhões distribuídos para mais de dois mil prêmios, divididos em 18 editais.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s