Campanha contra sarampo faz mutirão para vacinação

Por Lucas Guilherme 

A campanha de imunização contra o sarampo começou no dia 1 de novembro do ano passado e segue em 2020. Neste sábado (15), todos os postos de saúde de Rondon do Pará ficarão abertos das 7h30 às 13h00 e seus profissionais estarão disponíveis para atender o público alvo: homens e mulheres entre 05 a 19 anos. O objetivo é de atingir o maior número possível de pessoas. Mesmo quem não faz parte do público alvo pode se dirigir às unidades. A campanha vem sendo feita por etapas e é dividida em grupos prioritários, mas quem perdeu ou nunca tomou a vacina pode se imunizar. Basta ir no posto com identidade, cartão do SUS e cartão de vacina. 

“A campanha é a forma mais rápida, fácil e eficaz de combater e imunizar as pessoas contra o sarampo, mas é necessário que não só os grupos prioritários participem. Todos que não tenham tomado devem procurar os postos de saúde mais próximos ou os locais alternativos para se vacinar. Só assim conseguiremos atingir a meta. Mesmo que aqui tenha pouco incidência da doença, vale a pena se proteger”, observa a enfermeira da Secretaria Municipal da Saúde, Nilzete Teixeira Martins.

Sarampo é uma doença viral aguda similar a uma infecção do trato respiratório. É uma doença grave, principalmente em crianças menores de 5 anos de idade. A transmissão do vírus ocorre a partir de gotículas de pessoas doentes ao espirar, tossir, falar ou respirar próximo de pessoas sem imunidade contra o vírus sarampo. Essas são as formas de ser contaminado principalmente pelo ar. E os sintomas de sarampo são: tosse, coriza e conjuntivite.

No estado do Pará entre agosto de 2019 e fevereiro de 2020 foram notificados 834 casos suspeitos de sarampo em diversas cidades do estado, sendo que 128 (15,3%) descartados, 446 (54,0%) em investigação e 256 (30,7%) confirmados. Um óbito foi confirmado durante esse período, uma menina de três anos residente do município de São Sebastião de Boa Vista, que no período de infecção estava em Belém. Entre os casos confirmados, os municípios de Belém e Ananindeua têm o maior índice com 109 e 48 pessoas, respectivamente.

Depois do dia D, se ainda houver estoque de vacinas, os postos vão continuar vacinando. A  meta da Secretaria de Saúde é atingir 90% da população. Durante o ano haverá mais campanhas voltadas para grupos prioritários com o intuito de atingir a meta e proteger a população. 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s