Parceria entre Embrapa e Unifesspa visa desenvolvimento da comunicação na Região

Por Jussara Alves

Nos dias 5 e 6 de novembro, representantes de diversas regiões da Empresa Brasileira de Agropecuária (Embrapa) estiveram em Rondon do Pará para ofertar aos alunos de Jornalismo o curso “Comunicação para o Desenvolvimento”. Os trabalhos realizados partiram de uma parceria entre a Embrapa e a Paiá – Agência Experimental de Jornalismo, do Instituto de Ciências Sociais Aplicadas (ICSA).

fef58557-e390-4611-9a99-1ecbb99c73a4

Durante os dois dias foram compartilhadas experiências e traçados novos laços entre trabalhos e produções que serão desenvolvidos no ano de 2020 em comunidades da zona rural de Rondon do Pará.

No total, serão 17 comunidades contempladas pelos trabalhos dos fluxos comunicacionais. De acordo com a secretária de inovação e negócios da Embrapa, Selma Lira, os trabalhos realizados através da comunicação contribuirão com as iniciativas de preservação na Amazônia. “A ideia inicial é fazer os levantamentos dos fluxos de comunicação, quais são os veículos e os meios e como que as pessoas nas comunidades rurais acessam informações que podem contribuir para a redução do desmatamento em suas áreas de degradação ambiental”.

Foram apresentados os 11 projetos que são desenvolvidos na Amazônia Oriental (PA), por meio do Fundo Amazônia. No primeiro dia, os alunos de Jornalismo receberam formação teórica específica sobre as concepções de comunicação participativa e de desenvolvimento. Num segundo momento, houve a realização de dinâmicas com grupos menores nas quais foram discutidas as realidades comunicacionais da região.

A estudante do terceiro semestre de jornalismo, Lorrany di Paula, comentou sobre a importância da iniciativa. “Divulgar a nossa Amazônia é muito importante para nossa formação, além de que vamos contribuir com os trabalhos de preservação do bioma amazônico e para o acesso e desenvolvimento dos meios comunicacionais na região”.

Ao final, grupos de trabalhos foram formalizados para darem início à pesquisa de campo e a produção de materiais até meados do ano de 2020.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s