Sessão é marcada por reivindicações dos vereadores

A sessão desta segunda-feira (9) da Câmara de Vereadores teve início com o discurso do vereador Erasmo Carias Pereira (PHS), que parabenizou todas as instituições de ensino pelo desfile cívico do dia 7 de setembro, em especial a escola Dr. Dionísio Bentes de Carvalho. “Foi o melhor desfile que já vi em toda a história daquela escola”. O vereador parabenizou os parlamentares pela a viagem à Brasília, por meio da qual buscaram recursos para o município “Espero que todos nós possamos ter êxito em nossos ofícios”, declarou o vereador.

Já o vereador Marcus Sanches (PSDB), iniciou o discurso comunicando aos moradores do bairro Gusmão que a licitação para a construção da galeria que era para o dia 16, foi adiada para o dia 23. “Também foi feita uma limpeza para poder ter pelos menos trafegabilidade”. O parlamentar pontuou que só depois da galeria pronta é que poderá ir atrás de recursos para asfaltar as ruas do bairro. “Enquanto a galeria não for feita, fica inviável a pavimentação das vias” declarou o vereador.

Sanches afirmou que conseguiu uma emenda parlamentar para a construção de um consultório odontológico na Vila Palestina (KM 70). Segundo o vereador são disponibilizadas só dez fichas por mês aos moradores da Vila e ainda é preciso vir até Rondon. “Se o dentista for lá pelos menos duas vezes no mês, com certeza vai atender muito mais gente do que atende aqui”, frisou o vereador.

Logo em seguida o vereador Carlos Lino Vidal (PP) fez uso da palavra para lamentar a problemática da falta de água no bairro Miranda. Ele disse que foi procurado por três moradores que falaram que a qualquer momento vão fazer um protesto. O vereador se disponibilizou a participar do movimento junto com os moradores. Ele falou também sobre a obra do posto de saúde do bairro Gusmão que está há quase um ano parada. Disse que se a prefeitura não cumprir com as exigências do convênio, o município corre risco de perder a segunda parcela do recurso e ainda terá que devolver o dinheiro da primeira parcela. “Temos que ressaltar a falta de responsabilidade com o dinheiro público, a falta de responsabilidade com sociedade do bairro Gusmão”.

Além dos discursos, foi feita a leitura do projeto de Lei Complementar 002/2019-PE, que altera o anexo III- Mapa de Zona Urbana e de Expansão, da lei Complementar N 003/2016, que dispõe sobre o Plano Diretor Municipal Participativo e determina outras providências.

Nessa sexta-feira (13), às 9 horas, no prédio da Câmara, foi realizada uma audiência pública para discutir o Projeto de Lei Complementar.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s