Igreja se prepara para a comemoração de Corpus Christi

Por Jussara Alves

Nesta quinta-feira (20), a igreja católica celebra a solenidade de Corpus Christi. A data é comemorada 60 dias após a Páscoa e é o dia em que o Corpo de Cristo percorre as vias públicas das cidades. A igreja Matriz  inicia a programação às 7h com a celebração da Santa Missa e logo após a procissão.

20180531_093833

A data tem como objetivo celebrar o Corpo e Sangue de Cristo, a eucaristia. De acordo com o pároco da Matriz Nossa Senhora Aparecida, Juraci Matos, só a partir dos últimos anos que os fiéis começaram a participar com mais frequência da programação e contribuído com a criação dos tapetes pela rua da cidade. “A igreja católica a certo tempo, viu a importância do milagre da eucaristia, depois de algumas pessoas terem presenciado esse milagre. A igreja viu que era necessário expor o santíssimo, sair das quatro paredes da igreja e ir às ruas manifestando a fé”.

b9233e7a-ee84-4cac-8d01-8211834c4764
Pároco da Matriz Nossa Senhora Aparecida, Juraci Matos

Em Rondon do Pará, a programação inicia um dia antes, na noite de quarta-feira (19) com a confecção dos tapetes que são feitos com serragem, cal, pó xadrez, areia colorida, borra de café, pedras coloridas e gesso pelas vias públicas, em que o Santíssimo passará.

Saiba mais – Corpus Christi é uma expressão do latim que significa “Corpo de Cristo”. O evento é considerado uma das festas mais importantes para a Igreja Católica, pois celebra o mistério da eucaristia, ou seja, o sacramento do sangue e corpo de Jesus Cristo.

A origem da Solenidade do Corpo e Sangue de Cristo começou no século XIII, mais precisamente em 1269. A Igreja Católica viu a necessidade das pessoas sentirem a presença real de Cristo.

De acordo com a história, existia um sacerdote chamado Pedro de Praga que vivia angustiado por dúvidas sobre a presença de Cristo na Eucaristia. Decidiu então ir em peregrinação ao túmulo dos apóstolos Pedro e Paulo em Roma, para pedir o dom da fé.

Ao passar por Bolsena, na Itália, enquanto celebrava a Santa Missa, foi novamente acometido pela dúvida. Na hora da Consagração veio-lhe a resposta em forma de milagre: a hóstia branca transformou-se em carne viva.

O Papa Urbano IV pediu para que os objetos fossem levados para Oviedo em uma grande procissão, e foi nesse momento que a festa de Corpus Christi foi decretada.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s