Um a cada três rondonenses já tomou a vacina contra a gripe

Por Lucas Guilherme

A 21ª Campanha Nacional de Vacinação começou no dia 22 de abril em todo país. Os postos de saúde e seus profissionais estão, desde aquele dia, abertos e disposto a vacinar todos os grupos prioritários. Também estão sendo disponibilizados postos alternativos espalhados pela cidade. A mobilização dos profissionais da saúde que se dispuseram a participar da campanha e atuam em diversos locais da cidade foi grande. O objetivo é atingir o maior número possível de pessoas. Dentre os locais alternativos estão Hospital Municipal, Praça da Bandeira, Praça da Paz, Escola Joselina, Bar Tô no Trabalho, Vila Palestina e KM 56. 

A campanha prioriza gestantes em qualquer período de gestação, crianças entre 6 meses até 5 anos, mulheres até 45 dias após o parto (puérperas), professores, idosos, trabalhadores da área da saúde e pacientes com doenças crônicas (comorbidades). Quem não faz parte do grupo prioritário só pode tomar a vacina com receita médica. 

Entre a população prioritária, as puérperas registram maior cobertura vacinal em Rondon, com 36 doses aplicadas, o que representa 43,37% deste público, seguido por idosos (37,45%), gestante(37,28%), comorbidades (31,73%). Os grupos que menos se vacinaram foram crianças (28,15%), trabalhadores da saúde (22,09%) e professores (18,55%). Até agora já foram aplicadas 3.089 doses, o que equivale a 31,89% de todo grupo prioritário a ser vacinado.

“A campanha é a forma mais rápida, fácil e eficaz de combater e imunizar as pessoas contra a gripe, mas é necessário que o grupo prioritário participe, procure os postos de saúde mais próximos ou os locais alternativos e se vacine, e só assim conseguiremos atingir a meta” – disse a coordenadora de saúde do município, enfermeira Nilzete Texeira Martins.  

 Mas a campanha ainda não acabou, a meta da Secretaria de Saúde e atingir 90% da população prioritária até o fim da campanha, dia 31 de maio. As doses são gratuitas e estão disponíveis em toda Unidade Básica de Saúde da cidade. O objetivo é proteger o país da doença de maneira eficaz. 

O dia D é uma campanha do Ministério da Saúde em parceria com as secretarias estaduais e municipais de saúde e tem como objetivo reforçar a importância da vacinação grupo prioritário. A vai até dia 31 de maio e a vacina protege contra os três tipos graves de influenza (A H1N1, A H3N2 e influenza B). 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s