O comércio local e suas dificuldades

O segmento comercial na região da BR 222 e, em especial, o município de Rondon do Pará, sofre com a baixa produtividade (queda da renda familiar) por falta de mais geração de emprego e renda refletida em todo o país. Mas, dentro do possível, temos um cenário plausível e, apesar do fechamento de alguns empreendimentos, muitos outros têm sido inaugurados. Além disso, o município tem sido alvo de pesquisas (plano de negócios) para abertura de lojas de médio e grande porte de diversos segmentos por empreendedores advindos de outros municípios e estados.

Dados da Receita Federal apresentam cadastro de 808 microempreendedores individuais (MEIs) inscritos no município de Rondon do Pará em diversos segmentos, porém não conseguimos visualizar fisicamente esses empreendedores pois a maioria está registrada em endereços residenciais. Sabe-se que, a princípio, a formalização de microempreendedor Individual é um passo importante para o pequeno empreendedor, porém pode se tornar um passivo financeiro se ele não manter atualizados seus compromissos com a Receita Federal. No entanto, a CDL RONDON dispõe de uma colaboradora treinada pelo Sebrae para dar suporte a esses empreendedores. E com relação às empresas de pequeno, médio e grande porte, temos um número aproximado de 450 empresas formalizadas neste segmento. O Sindicato do Comércio – Sindilojas
Sudeste do Pará tem um projeto para cadastrar todas essas empresas, inclusive algumas que funcionam sem formalidade como alguns bares e lanchonetes. Temos exemplos exitosos de empreendedorismo como o Sr. João Leite, da Sapataria São João, que abriu sua primeira loja neste município em 01 de agosto de 1978 e encerrou suas atividades no dia 30 de janeiro de 2019, após 40 anos de atividade e depois de se aposentar. É uma pessoa participativa e atuante nas entidades representativas do comércio. Neste ponto, coloco como um dos gargalos da representatividade comercial nesta região a pouca participação dos empreendedores nestas entidades, pois na maioria das vezes existem dificuldades em formar diretorias das mesmas. Isso faz com que sempre participam os mesmos empresários nas diretorias das três entidades representativas do Comércio 
(ACIRP/CDL/SINDILOJAS), dispostos a contribuir com o seu crescimento. O segmento comercial é um vetor de desenvolvimento importante, tanto que hoje é o que mais gera postos de trabalho no município. Atenta a isso, a Associação Comercial e Industrial – Acirp oferece a qualificação dos empreendedores através de forte parceria com o Sebrae. A CDL Rondon disponibiliza instrumentos eficazes de controle e análise de crédito para empreendedores e consumidores. O Sindilojas Sudeste do Pará trata da relação de trabalho das empresas com seus colaboradores através das convenções coletivas de trabalho (CTT) negociadas com o Sindicato Laboral, proporciona treinamento, saúde e lazer em parceria com o Sesc e Senac aos comerciários, além de preparar jovens para iniciarem no mercado de trabalho.

Itamar Silva
Graduado em Gestão Pública e especialista em Gestão Ambiental
Presidente do Sindilojas Sudeste do Pará
Gestão 2018/2021

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s